• Rafael Sanson

Assim uma Brastemp!




Como Usar o aprendizado da Brastemp no desenvolvimento de produtos.

Lições sobre como essa marca investem no desenvolvimento da inovação.

Aprender com o erro é uma das formas mais difíceis de melhorar, não? Mas você também pode aprender pelo exemplo! É isso o que queremos mostrar com esse artigo. Da pequena à grande empresa, o segredo do sucesso está no planejamento e na construção de um modelo de inovação. Ainda não acredita? Antes de sair fazendo e falando da sua inovação (ou ainda investindo dinheiro), que tal ler mais sobre como as grandes empresas inovam no dia a dia! Whirlpool, dona da Brastemp, é referência em inovação e pode dar boas dicas pra você.


As lições de metodologia, processos e muita persistências podem ser usadas por micro, pequenos, médios e grandes empresários. Um bom exemplo sempre será um bom modelo. Venha com a gente e descubra mais sobre como essas empresas nacionais trabalham o desenvolvimento de produtos na prática.


ASSIM UMA BRASTEMP

É bem fácil você já ter ouvido que algo “não é assim uma Brastemp”. Sim, a empresa é sinônimo de qualidade, status e inovação há décadas. Vamos falar um pouco sobre a origem da Companhia antes de comentar sobre o desenvolvimento de produtos. A Whirlpool iniciou suas atividades no Brasil e na América Latina através de uma associação com a Brasmotor no início dos anos 70. Em 1997, a Whirlpool adquiriu a Brasmotor e integrou completamente a área de eletrodomésticos e compressores. A empresa resultante desta operação, a Whirlpool Brasil SA, é a líder de mercado na América Latina, sendo também a maior fabricante de eletrodomésticos do Brasil e dona das marcas Brastemp e Consul. Inovação é chave do sucesso de uma empresa que precisa sempre estar na liderança. Ser o pioneiro, como sabemos, demanda muita energia e investimento de tempo e recursos. Por isso, a empresa precisa sempre de soluções simples e rápidas em termos de desenvolvimento, com baixo custo de implementação, enquanto mantém em paralelo uma série de grandes projetos de maior risco.


A empresa conduz entre 60 e 80 pesquisas com cerca de 10 mil consumidores por ano e 23% da receita da Whirlpool em 2015 vieram de produtos inovadores! Além dos colaboradores das áreas de Design, Tecnologia, Inovação e Inteligência de Mercado, que estão dedicados ao processo de inovação, a empresa conta com instâncias como o I-Board e o Comitê de Inovação, responsável pela análise e definição dos conceitos diferenciados aplicados aos novos produtos e negócios. Segundo a empresa, para qualquer tipo de inovação, a Whirlpool mantém o foco nos quatro pilares estratégicos que norteiam o planejamento: liderança de marca, liderança de produto, excelência operacional e em pessoas. A Whirlpool trilha uma estratégia voltada à manutenção de investimentos em inovação – de 3% a 4% do faturamento – como forma de ampliar a participação no mercado de linha branca e estar à frente dos concorrentes, buscando sempre antecipar e atender os desejos dos consumidores.



METODOLOGIA DESIGN FOR ENVIROMENT (DFE)

Um item com destaque nesse caminho de inovação é que há 7 anos, em 2010, a Whirlpool Latin America deu os primeiros passos para a implementação da metodologia Design for Environment (DFE) como ferramenta adicional ao processo de desenvolvimento de produtos. Essa ferramenta traça o perfil ambiental de cada solução por meio de uma análise de todo o ciclo de vida daquele item, tendo por base: A minimização de emissão de CO2; Eliminação de substâncias nocivas; Uso sustentável da água e conservação de recursos (gerando indicadores para o monitoramento e aprimoramento dos produtos).


Com a aplicação da metodologia, a empresa conseguiu: Descobrir os pontos fortes e fracos de cada uma das linhas de produto; Compará-los com o mercado; Compará-los com outras linhas; Propor planos de ação mais pontuais. A ferramenta utilizada pela Whirlpool foi a DFE Metrics e o projeto piloto foi realizado em parceria com a Universidade de São Paulo. DICA: Buscar parceria com instituições de ensino pode acelerar seu projeto e validar suas ideias! Um dos principais produtos lançados pela empresa com esse traço de inovação disruptiva foi a linha Brastemp You, que falaremos agora.


A Brastemp foi a primeira marca de eletrodomésticos no mundo que permitiu ao consumidor ter um produto totalmente exclusivo, com a sua personalidade e estilo. A linha Brastemp YOU permitia que o consumidor montasse o produtos da marca de acordo com seu estilo, utilizando cores, configurações e texturas exclusivas e, ainda mais inovador, on-line. Os consumidores acessavam o site you.brastemp.com.br e montavam um cooktop ou geladeira da maneira que preferissem. Ao todo foram mais de 25 mil possibilidades de combinações de cores, formatos de produto opcionais como, por exemplo, geladeira Inverse ou convencional e assinatura do consumidor no produto, como por exemplo incluindo o nome, como uma obra de arte. No caso do Cooktop eram oito as opções de cores – índigo, grafite, lemon yellow, vermelho, berinjela, preta, branca e coral - que poderiam ser escolhidas para o vidro, grafismo e botões do fogão. Para as geladeiras, a porta superior e inferior, o gabinete, os puxadores e as laterais poderiam ser personalizadas. Além disso, o cliente ainda escolhia entre ter ou não uma estampa gráfica no interior do produto, nas prateleiras de vidro, sorveteira e fruteira.


LINHA BRASTEMP YOU

O refrigerador YOU foi um produto de nicho, por ser produzido somente sob encomenda. Era previsto que sua participação no mercado não seria expressiva, mas a empresa compreendeu que este item atuaria no reforço de marca, posicionamento de inovação e precursora de tendência no setor.


O PROCESSO DE CUSTOMIZAÇÃO YOU

A compra do YOU somente era realizada pela Internet por meio de um site exclusivo, o que por si já era muito disruptivo no setor. Para fins de comparação, uma geladeira custava entre R$3,2 mil e R$4,8 mil, até 15% mais do que as similares do mercado. A customização era totalmente realizada pelo site e poderia ser finalizada em outro momento, no qual o projeto ficava armazenado. Um projeto muito inovador e ousado.


Com ele em prática, começaram os desafios: como fabricar um item tão customizado (e sem travar as demais operações) em uma linha de produção com capacidade de produção automatizada para mais de 20 mil unidades diárias? A Brastemp instituiu a figura de um auditor de qualidade que acompanhava todo o processo, garantindo da entrada até a saída do produto. A geladeira, por exemplo, ao avançar na linha de montagem seguia as especificações indicadas por esse profissional.


Uma linha de produção quase artesanal em meio ao mundo mais do que robótico do setor da produção de eletrodomésticos. Após a compra, inclusive, o comprador poderia acompanhar a construção do seu pedido e do manual pelo site, transformando o ato de comprar um item em uma experiência completa e digital.


O QUE MUDOU ENTÃO?

O YOU forçou a área de logística na busca por modelos mais ágeis de entrega (até porque esse item demandava uma entrega bem diferenciada), mudou a visão de que fábrica somente atua com itens em série, efetuou ajustes no SAC e pós-venda para atender esses novos clientes exclusivos e também acelerou o modelo digital da empresa, com site e marketing ainda mais ativos. O site tornou-se uma forma de medir o apetite por inovação e a empresa experimentou como chegar ao cliente final sem depender dos tradicionais canais de comercialização dos seus itens.



BIBLIOGRAFIA

https://www.whirlpool.com.br/

ZILBER, S. Estudo de caso: Brastemp You. Centro Universitário Nove de Julho. 2006 https://pt.slideshare.net/luizvalerio28/estudo-de-caso-brastemp-you http://www2.espm.br/sites/default/files/brastempviva.pdf

Irigaray, Hélio Arthur. Gestão e desenvolvimento de produtos e marcas / Hélio Arthur Irigaray…[et al.]. - 3.ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2011.


Fonte utilizada pesquisa e material da PMExTECH

© 2020 Orgulhosamente feito por Atitude Empreendedora.

Av. Dois Córregos, 1513 CNPJ 24.663.659/0001-96

Contato: +55 19 98987-9559