• Rafael Sanson

Saiba como transformar clientes em fãs

Você já parou para pensar que nem todos que consomem os seus produtos e serviços são seus fãs? Entenda mais sobre o assunto e veja um passo a passo



Você já aprendeu como transformar seguidores em fãs no primeiro conteúdo da nossa série. Neste artigo, ensinamos o passo a passo para não somente conseguir fãs nas redes sociais como também transformar seus atuais clientes em fãs. Afinal, nem todos aqueles que consomem seus produtos e serviços são fãs da sua marca. Você já parou para pensar nisso? Continue lendo para entender mais sobre o assunto.


Saiba como transformar clientes em fãs

Tem algum produto ou serviço do qual você não abre mão e sempre indica para as pessoas? Ou então alguma marca que você defende firmemente? Se sim, saiba que é um verdadeiro fã dessa empresa e não um mero cliente.

Uma das coisas mais buscadas pelas marcas é a criação de fortes vínculos emocionais com seus clientes. Afinal, é dessa forma que, por exemplo, os consumidores da Apple não abrem mão de seus produtos, assim como, na grande maioria, os que tomam Coca-Cola não querem muita conversa com a Pepsi.

Nesse contexto, perceba que não se trata apenas do consumo de um "bom" produto e sim do quanto ele agrega e faz parte da vida daquele consumidor. Assim, marcas constroem relacionamentos fortes e duradouros com seus fãs.

Em resumo, os fãs de uma marca, além de serem consumidores assíduos, as defendem de críticas e propagam seus benefícios às outras pessoas.


Conheça seu público e suas expectativas

O que seu público espera da sua marca? Para fortalecer a sua base de fãs, sejam eles do mundo digital ou não, é preciso entender bem como eles se comportam e o que eles esperam da sua empresa. Para isso, é necessário ouvi-los, em todos os canais. Aposte em pesquisas rápidas e, até mesmo, em enquetes nas redes sociais.

Assim, é possível desenvolver ou ajustar estratégias que estejam alinhadas com as expectativas do seu público-alvo. Um caso interessante sobre atingir as expectativas é o da empresa Havaianas, que praticamente transformou o chinelo básico em um estilo de vida. A marca vem acompanhando a evolução do comportamento dos consumidores desde seu surgimento, em 1962, até hoje.

Hoje, é possível desde personalizar a sua própria Havaiana até encontrar modelos exclusivos inspirados em séries,filmes, dentre outros temas atuais, como no lançamento da linha de chinelos inspirados na série espanhola La Casa de Papel.


Os consumidores precisam se sentir especiais

Quem não gosta de se sentir único e especial? Com tanta automatização, quem aposta na personalização e na humanização sai na frente. Para isso, comece evitando burocracias e atendimentos muito automatizados. Deixe sempre ao alcance do seu cliente as formas mais simples para que ele fale com sua empresa, principalmente quando precisar resolver um problema.

Nesse contexto, apostar em estratégias de fidelização e relacionamento são ótimas opções. Lembre-se também de que o foco da empresa deve estar na jornada do consumidor como um todo, desde a atração ao pós-venda.

Afinal, por trás da palavra genérica “cliente”, existe uma pessoa com sentimentos e emoções. Assim, algumas marcas já começaram a mudar o seu modo de se relacionar com seus consumidores, criando uma relação mais próxima e humanizada, como no caso do Nubank. Quando um usuário do banco precisa cancelar o seu cartão em casos de roubos ou furtos, por exemplo, os atendentes primeiro costumam questionar, antes de qualquer coisa, como ele se sente devido à situação e desejam melhoras.


A palavra da vez é engajamento

Os seus clientes realmente fazem parte da sua marca ou apenas contribuem para a geração de lucros? Hoje, engajamento não é apenas a palavra da moda, e sim de ordem para qualquer negócio que deseja ter sucesso. Nesse sentido, a voz do público deve ser ouvida, com suas sugestões, feedbacks e críticas, sejam elas positivas ou negativas.

Assim, estimule o cliente a interagir com sua marca, tanto nas redes sociais quanto no offline. Porém, acompanhe a evolução dessas estratégias e não deixe o cliente falando sozinho. Nesse contexto, responda às solicitações e mensagens dos seus consumidores.

Quer um exemplo? A rede famosa de supermercados chamada Sainsbury's, do Reino Unido, mudou o nome de um produto a partir do feedback de uma criança.

O pequeno pediu ao pai que escrevesse uma carta ao estabelecimento, que explicasse que as manchas do "Pão Tigre" pareciam mais marcas de girafas. O supermercado então respondeu à criança, agradecendo a sugestão, dizendo que iria analisar a ideia proposta.

E assim o Sainsbury's fez, acatando e mudando o nome do pão. Mais do que isso: todas as filiais receberam a recomendação de informar aos seus clientes que a troca do nome teria vindo de uma sugestão de um cliente especial.


Diferenciais que conquistam fãs

Se é tão importante transformar clientes em fãs e várias empresas já estão em busca disso, como fazer para se diferenciar? Listamos aqui o passo a passo de algumas atitudes.


Produtos e serviços inovadores

O que a sua empresa oferece, de inovador, aos seus clientes? Grande parte da lealdade dos clientes às marcas é devido ao fato do oferecimento de soluções inovadores, capazes de resolver antigos problemas. Nesse contexto, avalie o que a sua empresa pode desenvolver, para atingir as novas expectativas dos seus clientes.


Cultura, competência e diferenciação

O cuidado com a qualidade da experiência oferecida ao cliente deve partir internamente da empresa, de todos os setores. Assim, é preciso que os colaboradores compreendam o real valor que a empresa oferece aos seus consumidores, para que repliquem este sentimento sempre que estejam em contato com o público.


Acompanhamento do sucesso do cliente

A venda não acaba com a venda. Após a efetivação da venda, o cliente deve ser acompanhado para que a empresa colete feedbacks e também ofereça novos serviços e/ou produtos. Ou seja, os consumidores só lembrarão da sua marca quando a sua empresa lembrar-se deles.


Atendimento de qualidade e personalizado

Qualquer empresa pode oferecer um bom atendimento, mas nem todas oferecem um verdadeiro atendimento especial. Afinal, é assim que os seus clientes desejam sentir ao entrar em contato com sua marca. Porém, lembre-se também que automatizar o atendimento da empresa é positivo, mas desde que ele seja o mais humanizado possível.


Coloque o cliente no centro sempre

Coloque o cliente no centro, dessa forma ele irá se sentir acolhido pela sua empresa e assim se tornará um fã. Em suma, o fã não é aquele cliente que simplesmente realiza transações com sua empresa e sim, aquele que não abre mão de ter a sua marca, em sua vida.


Fonte: whow


Quer saber mais e conversar sobre, chame a gente no whatsapp.

2 visualizações0 comentário